JEJUM DE CRÍTICAS: O MAIOR DESAFIO DA MINHA VIDA

16 jun

Ontem, 15 de junho de 2011, Deus tocou o meu coração acerca da necessidade de abster-me das críticas. Isso começou quando busquei programar um novo jejum, mais longo, talvez vinculado a um tipo específico de alimento. Pensei em parar de tomar refrigerante por alguns meses. Pensei em parar de comer doces. Mas nada do que eu pensava parecia suficientemente desafiador para mim. Eu conseguiria substituir os alimentos de minha abstinência sem grandes problemas. Mas, quando pensei em fazer um jejum daquilo que eu falo, a coisa pareceu impossível. Resolvi abraçar, pela graça de Deus.

É muito comum que eu me veja numa roda de amigos tecendo comentários acerca de alguém que não está presente. É mais comum ainda que eu critique pastores e líderes, simplesmente por conta de posições contrárias à minha. Por vezes, a discordância faz-se necessária, visto que é à Bíblia que eles contrariam. Mas nada justifica que, dentro em mim, desenvolva-se um espírito crítico ou condenatório.

Assim, estou adentrando um jejum de críticas. Àqueles que me rodeiam, um alerta: vou quebrá-lo, em algum momento, talvez muito breve. Espero ser vitorioso, pela graça. Mas o mal que eu não quero, geralmente pratico com grande facilidade. Eu e Paulo (Rm. 7:15).

Convido você a me acompanhar no jejum de críticas. Que tal pararmos de beber dessa fonte por alguns dias? Certamente, não será fácil: ao silenciar-nos para as críticas, acionamos as vozes do nosso próprio coração. Essas muitas vezes serão severas em apontar tudo aquilo que nós somos. Por isso, falar do outro é mais cômodo. Que Deus abençoe esse voto e compromisso. Que Ele nos dê graça. Sejamos uma igreja que triunfa também sobre nós mesmos. Deus esteja.

Anúncios

10 Respostas to “JEJUM DE CRÍTICAS: O MAIOR DESAFIO DA MINHA VIDA”

  1. Charles T Fraga junho 16, 2011 às 12:22 pm #

    É algo que eu tenho sempre me cobrado, e até evito ficar em rodinhas de “amigos” quando o tema começa a se focar nestes temas, mas querendo ou não acaba acontecendo de falarmos de alguém não presente, e isto realmente é uma linha tenue para o erro. Como esta em Mt 15:10-11, o que nos mata não é o que ENTRA, mas sim o que SAI… ou seja, depois de ouvirmos tudo aquilo, digerirmos e ruminarmos o que ENTROU, o que saira de mim após isto? Qual será minha reação? Sera que vou conseguir fazer o certo após ouvir tamanhas coisas?

    Ontem (15/05) na pregação do Pastor Lucinho na quarta louco, ele lendo aqueles emails, foi gerando algo dentro de mim, um misto de coisas e também de agradecimento a DEUS por não esta vivendo em minha familia e nem na minha vida aquelas situações todas… porém, bem sei que se alguém expor suas feridas dependendo de quem for, pode até ter seu nome difamado e ridicularizado, naquela velha historia de contar para o melhor amigo, que conta para o melhor amigo.

    A certeza é que, é muito dificil sermos ovelhas mudas indo para o matadoro, assim como Jesus foi…

    Fica a pergunta que Charles M. Sheldon fez no seu livro: “Nos teus passos, o que faria JESUS?”

    God bless us!

  2. Alexandre Ferandes junho 16, 2011 às 12:27 pm #

    É um Jejum hiperinteressante. Não me parece ser fácil, vou aderir.

  3. Márcia Regiane junho 16, 2011 às 12:32 pm #

    Noossaaa… ainda nao tinha pensado nisso! mas to dentro!

  4. Márcia Regiane junho 16, 2011 às 12:33 pm #

    É um jejum de nós mesmos… isso é muito bom… vou passar essa idéia adiante

  5. Fabio junho 16, 2011 às 1:02 pm #

    Ai. Esta proposta já deu um soco no estômago do meu espírito crítico. Preferiria o de alimentos. É uma proposta pra crente. E crente valente. Ai, ai.
    Tô dentro.

    • FÉ ATIVA junho 16, 2011 às 1:04 pm #

      Pois é, Fabião. Deus tem me incomodado muito. E, na maior parte das vezes, o fazemos com base na boa fé. Prossigamos! Um abraço!

  6. Sonia Cassapian junho 16, 2011 às 7:17 pm #

    Muito, muito, muito bom. É disso que precisamos. Infelizmente temos que usar o jejum para esse fim. Esquecemos que temos que a amar o próximo como a nós mesmos e ai é que acontecem as críticas. VAMOS AVANTE! JEJUM PARA AS CRÍTICAS.
    Pra.Sonia Cassapian – CENTRO DE TREINAMENTO PALAVRA VIVA

  7. Helena junho 20, 2011 às 5:45 pm #

    Gostei da ideia.. vou começar hoje mesmo.. sei que vai ser desafiador, mas em Cristo tudo podemos, pois Ele nos fortalece!!!

  8. Carol junho 21, 2011 às 3:55 am #

    naum vamos tentar!!! vamos, em Jesus, conseguir!!! tô dentro!

  9. ELCIA MARQUES julho 13, 2011 às 8:18 pm #

    MESMO DISTANTE CONTINUO APRENDENDO MUITO COM ESTE INSTRUMENTO DE DEUS QUE É O PASTOR MÁRIO.
    TALVEZ ESTE SEJA O MAIOR DESAFIO DA MINHA VIDA. MAS É CLARO, TÔ DENTRO.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: